Projeto Estrada Viva no Ponto de Cultura Casa das Fases

Estrada Viva: Ponto de Cultura Casa das Fases
Cultura Popular InterCidadania – PE 13/08/2007

Quem fala que Ponto de Cultura é coisa de jovem não sabe da missa o terço. O projeto Estrada Viva para em Londrina e conhece o animado Ponto de Cultura Casa das Fases.
Pedro Jatobá e Ana Paula Stock

O Casa das Fases é um ponto de cultura que trabalha com teatro para a terceira idade. Em atividade há mais de 20 anos, o grupo realiza apresentações em Londrina e tem participado de festivais como o FILO (Festival Internacional de Londrina) e antes de se integrar no Cultura Viva já chegou a apresentar suas peças na Alemanha em um festival de teatro para artistas com mais de 60 anos.

O projeto realiza oficinas gratuitas para o público da terceira idade, na maioria mulheres, com mais de 50 anos. Muitas delas não tinham antes tido nenhum contato com o teatro. Um exemplo é Jandira Alcides Testa de 72 anos. Desde pequena Jandira sempre sonhou em ser atriz, mas devido ao casamento e aos filhos considerava que essa vontade não passava de um desejo distante. Com o falecimento do seu marido e o crescimento dos filhos surgiu um impulso para realizar seu antigo sonho. Hoje além de atriz é a presidente da companhia de teatro.

O Ponto de Cultura funciona em uma casa que o grupo já alugava. A sala comporta as oficinas e ensaios dos trabalhos em andamento. Decorando este espaço estão vários objetos que foram trazidos pelas atrizes e outros visitantes da casa. “Muitos objetos iam ser jogados fora porque eram velhos, mas nessa casa essa palavra um significado diferente” afirma Ella Melo, 31 anos, que trabalha no projeto como produtora e figurinista.

Em uma das salas ficam os figurinos e o acervo da companhia e é onde fica disposta uma grande televisão para os alunos assistirem outros trabalhos. Em outro cômodo funciona um telecentro com 3 computadores que possibilita pesquisas em sites de cultura e cinema. Neste espaço, Alain Valchera de apenas 19 anos, edita os vídeos do grupo e também contribui na parte de informática e comunicação.

O projeto é coordenado pela dupla João Henrique Bernadi e Fabricio Borges. João, 39 anos, é diretor da companhia desde a sua criação a cerca de 20 anos. Fabricio além de pesquisador de teatro também auxilia Ella na produção do grupo.

Fonte: Intercidadania.Net (aqui)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s