Circuito Interações Estéticas no Rio

A Secretaria de Cidadania Cultural (SCC) do Ministério da Cultura, a Fundação Nacional de Artes (Funarte), por intermédio do Centro de Programas Integrados (Cepin), e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) lançam o Circuito Interações Estéticas no Rio de Janeiro. A quarta e última etapa do evento, no Palácio Gustavo Capanema, Centro da capital fluminense, terá espetáculos de teatro, música, mídias digitais, rádio itinerante, fanzine, lançamento de edições on-line da Funarte, entrega do Prêmio Cultura Viva, além do Seminário Interações Estéticas, que reunirá Pontos de Cultura, coletivos artísticos, especialistas e interessados em geral, em uma reflexão crítica sobre a relação entre arte e política.

Entre as atrações artísticas, dia 13, às 18h, haverá a apresentação do chamado Eixo Fixo, formado por artistas que estiveram nas quatro etapas do Circuito: Hapax, Fanzine, Rádio Interofônica, Política do Impossível e Esculturas Sonoras. No dia 14, às 17h, na mostra Cine Teatro Brasil, haverá a exibição do documentário “O incrível encontro”, de Júlio Calasso, seguida de palestra com o ator e diretor Antônio Pedro Borges. Às 20h será a vez da apresentação teatral “Raimunda Pinto, sim senhor!”, do Grupo Harém de Teatro (PI).

Já no dia 15, às 20h, o evento será encerrado com o espetáculo musical de Beatriz Azevedo e seus ilustres convidados: Grupo Manguerê, Tambores de Tocantins, Chacal, Ademir Assunção e Jorge Mautner. A direção é assinada por Cristóvão Bastos. (Confira após o release a programação completa do evento).

O Circuito Interações Estéticas consiste na realização de quatro festivais nacionais de cultura e arte contemporânea: São Paulo, Recife, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. As quatro etapas reúnem cerca de 600 artistas e um público estimado em 60 mil pessoas. O evento é gratuito e aberto ao público.

Até o final da etapa Rio, terão sido centenas de apresentações artísticas – espetáculos musicais, teatrais, de dança e circo, performances, instalações, exposições, mostra de audiovisual –, seminários temáticos como espaço para reflexão crítica e teórica sobre temas relacionados à cultura e arte contemporânea, oficinas de qualificação e capacitação nas mais diversas linguagens, direcionadas a artistas e público em geral, e intervenções artísticas em espaços urbanos.

O Circuito Interações Estéticas pretende reunir o que existe de mais expressivo da produção dos Pontos de Cultura em parceria com os artistas residentes do Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura. A meta é mobilizar e articular em rede linguagens artísticas e estéticas de diferentes regiões e levar o melhor da produção cultural brasileira para todo o território nacional.

Como um desdobramento do Prêmio Interações Estéticas – promovido pela Secretaria de Cidadania Cultural e Funarte desde 2008 – o Circuito Interações Estéticas pretende traçar novas trajetórias para a circulação da produção cultural no Brasil, contribuir para a universalização do acesso dos brasileiros à fruição e à produção cultural, bem como oferecer uma inovação no formato dos festivais de arte e cultura do país. Além disso, pretende formular estratégias para a sustentabilidade e o fortalecimento da rede entre artistas e Pontos de Cultura.

O quê: Circuito Interações Estéticas
Onde: Rio de Janeiro – Palácio Gustavo Capanema – Rua da Imprensa, 16 – Centro

Quando: 13 a 15 de dezembro
Preço: Gratuito
Outras informações:

www.cultura.gov.br/culturaviva

www.funarte.gov.br/interacoesesteticas

Funarte e SCC lançam em São Paulo, dia 9, o Circuito Interações Estéticas

apresentação do work progress "Igual", dia 10, 19hs.

Criado a partir de um intercâmbio entre artistas e Pontos de Cultura, evento tem programação repleta de espetáculos, oficinas, debates e outras atividades de fomento às artes

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) e a Secretaria de Cidadania Cultural (SCC) do Ministério da Cultura lançam dia 9, na cidade de São Paulo, a primeira edição do Circuito Interações Estéticas. O evento, que segue até o dia 12 de setembro, promove um encontro entre diversos profissionais das artes, que vão compartilhar com o público as experiências adquiridas em residências artísticas realizadas em Pontos de Cultura.

Na etapa paulistana, o Circuito promove exposições, mostra de filmes e vídeos, shows, espetáculos teatrais, oficinas e debates. Além disso, o evento vai viabilizar a produção de um fanzine e de uma rádio itinerante. A entrada do público é gratuita.

No primeiro dia do evento (9/9), às 18h, a Funarte lançará três títulos de seu catálogo: Batalha da Quimera (de Sebastião Milaré), Angel Vianna (organizado por Suzana Saldanha), e I Catálogo Livre do Teatro Infantil (de Karen Acioly). Os autores dos livros e a bailarina Angel Vianna já confirmaram presença.

O evento reúne o que há de mais expressivo na produção dos Pontos de Cultura em parceria com os artistas residentes do Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura. A meta é articular, em uma rede, linguagens artísticas de diferentes regiões e fazer circular o melhor da produção cultural por todo o território brasileiro.

Como um desdobramento do Prêmio Interações Estéticas – promovido desde 2008 pela Funarte e a Secretaria de Cidadania Cultural – o Circuito Interações Estéticas pretende traçar novas trajetórias para a circulação das artes, contribuir para a democratização do acesso aos bens culturais, bem como inovar o formato dos festivais do país. VEJA A PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

Circuito Interações Estéticas
Quando: de 9 a 12 de setembro, das 9h30 às 22h
Onde: Funarte São Paulo (Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos/SP)
Quanto: Gratuito – Informações: (11) 3662-5177

Fonte: Funarte.gov.br

Cia Fase 3 apresenta “Igual” em São Paulo

A Companhia de Theatro Fase 3, apresenta no dia 10 de setembro, às 19 horas, na Funarte/SP o work in progress “Igual”.

A convite da Secretaria da Cidadania Cultural (SCC/MinC) e Funarte, o grupo integrará o “Circuito Interações Estéticas”  em algumas capitais do país. A primeira cidade é São Paulo e durante quatro dias serão mostrados trabalhos de artistas contemplados com o “Prêmio Interações Estéticas Residências Artísticas em Pontos de Cultura”.

Integrante do Programa Cultura Viva desde 2005,  a Cia Fase 3 é um dos mais de 2.500 pontos de cultura espalhados pelo Brasil.  O grupo foi premiado por dois anos consecutivos com “Interações Estéticas”, que este ano chega a sua terceira edição.

“Igual” é um trabalho que a Cia Fase 3 desenvolve desde 2009 e foi apresentado durante o VI Transit Festival, promovido pelo Odin Teatret na Dinamarca ano passado.

A performance ainda em progresso é inspirada na história das irmãs siamesas Maria e Rosalina, que em 1900 foram separadas pelo médico carioca Chapot Prevost.

Serviço:

“Igual”, com a Cia de Theatro Fase 3

Dia: 10/9 – 19h horas

local: Complexo Funarte

Alameda Nothmann, 1058 – Sta Cecília,  São Paulo

Atrizes Jandira Testa e Carmen Mattos

Direção e dramaturgia: João Henrique Bernardi

Produção: Fabricio Borges

Figurino: Ella Melo

Fotos: Torgeir Whetal

Maiores informações (43) 3304.8757 / 9997.8700

www.casadasfases.wordpress.com

casadasfases@yahoo.com.br

casa das fases em londres

O Entelechys Arts, da Inglaterra, apresentou a performance “Little Boxes” em julho, durante o Brazil Festival promovido pelo SouthBank Center durante o verão londrino. A Casa das Fases e o Entelechys  iniciaram em abril um intercâmbio de experiências e metodologias.

Nas fotografias, as atrizes do diretor David Slater apresentam as delicadas caixinhas para o público do Festival. Ao fundo, as imagens das perfomances “little boxes” brasileiras. David esteve por duas semanas no Brasil e pode conhecer o trabalho que a Casa desenvolve. Em outubro é a vez do diretor João Henrique realizar uma residência artística na Inglaterra.

Chilled skin…

 Karla Pinhel Ribeiro 

http://culturadigital.br/inteacoesesteticas/

Esse bem podia ser o sentido durante as atividades do programa de Intercâmbio Brasil – Reino Unido da ação Interações Estéticas. Há começar no Seminário realizado no Ministério da Cultura no Rio de Janeiro, onde as boas vindas aos 27 gestores e artistas ingleses foram de arrepiar…

Em Fortaleza, como parte da programação da Teia Brasil 2010 – Tambores Digitais também arrepiou…

Em Londrina, numa imersão maior e um aprofundamento mesmo da vivência, da experiência a residência artística do Diretor David Slater, do Entelechy Arts de Londres, no Ponto de Cultura Casa de Fases foi como poderia se dizer – mais do que perfeito. O Grupo de Teatro Cia. Fase 3, que deu origem ao Ponto de Cultura muito bem articulado com a rede local num verdadeiro laço em redes, assumindo uma identidade, com a Universidade, com a comunidade, com os artistas. É espantoso o talento do Grupo Cia. Fase 3. O próprio Ponto de Cultura Casa das Fases, localizada numa residência na Rua Lindóia, é aconchegante e criativo. Foi lá que me ocorreu repensar a estética caipira. O dramaturgo da Cia. Fase 3, Rique Bernardi,  pode ser considerado um dos maiores e mais sensíveis nome do teatro contemporâneo, escreve uma história que é vida com a poesia vinda daquela profundidade do olhar que vê a alma humana. Elogios não lhe faltam, há mais de 20 anos fazendo teatro no sul do país é chegada a hora do inevitável reconhecimento de um trabalho bem feito. Lindo! As atrizes da Cia. Fase 3 são um espetáculo a parte, a exemplo de Jandira Testa e Carmen Mattos. Seus semblantes, projetados na grande tela lembram aquelas faces das divas do cinema dos anos 30-40, tal como as divas do cinema são atemporais. Suas performances e sua culinária sofisticada e pura ao mesmo tempo fazem nos pensar o que é ser caipira? É mesmo uma busca pela ontologia e a experiência de ser caipira… Esse povo tão incompreendido… Toda essa caipirice no melhor sentido do termo, algo de sofisticação, fineza e paz. A artista residente Ela, que há mais de 5 anos faz o figurino da Cia. Fase 3 se considera aprendendo ainda. E Fabrício, que coordena o Ponto de Cultura, produz, faz técnica, pernas de pau, tudo o que é preciso para que tudo seja perfeito. Saudades, minha caixa de memórias agora está cheia delas, e perseverante espero encontrá-las mais 5 vezes no mínimo esse ano. O working in progress Equal deve estar na programação do Circuito Interações Estéticas que estréia neste segundo semestre.  Um espetáculo de sensibilidade e de interrogação sobre a identidade, sobre ruptura e separação e também sobre a morte. A profundidade do texto e da interpretação, aliada ao cenário e ao figurino, isso sem falar na trilha sonora de primeiríssima qualidade. É show!David Slater é claro, ficou encantado. Ele convidou a Cia. Fase 3 para participar com uma peça nas Olimpíadas de Londres em 2012. Pretendem talvez fazer algo de Shakespeare, para o Festival Shakespeare, promovido pela Real Company of Shakespeare, conhecida por ser a melhor e maior companhia de teatro do mundo, outra parceira do programa Pontos de Contato: Intercâmbio Brasil – Reino Unido.  E um relacionamento que se propõe serem pelos próximos  3 anos ou quiçá outros mais

karla pinhel e david slater num bate papo com as atrizes jandira e carmen

Prêmio Interações Estéticas

 000028

A Casa das Fases foi contemplada pelo segundo ano consecutivo com a Prêmio Interações Estéticas – Residências em Pontos de Cultura, promovido pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Programas e Projetos Culturais e Fundação Nacional das Artes.

A estudante de Sociologia Jéssica Hiroko, de Londrina, ganhadora do Prêmio, realizará em nosso Ponto de Cultura uma  instalação artística multimídia que buscará evidenciar a linguagem simbólica da Casa das Fases, relacionando sua história e questões antropológicas (cultura, identidade, geração, gênero), permitindo, através de uma experimentação estética múltipla, a reflexão de seu papel social, bem como a difusão da memória e da cultura popular.

Na sua primeira edição, a Casa das Fases realizou uma troca com a professora universitária e artista, Thais D’Ambrozo que durante 2008 e 2009 conviveu com a Cia de Theatro Fase 3 e prepara uma publicação com lançamento previsto para o final deste ano.

Fonte: Ministério da Cultura / Ponto de Cultura Casa das Fases

foto: cena do Curta As Velhas Loucas/2005

fotografia: Acervo Casa das Fases