PC Casa das Fases é finalista no Prêmio Cultura Viva

atores da performance “nos quintais de quintana” – oficina de teatro em 2009. foto camila fontes

 

 

Está disponível no site www.premioculturaviva.org.br a relação das 40 iniciativas finalistas da 3ª edição do Prêmio Cultura Viva, projeto idealizado pelo Ministério da Cultura (MinC), com patrocínio da Petrobras e coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Nesta 3ª edição do Prêmio Cultura Viva, voltada para iniciativas que articulam Cultura e comunicação, a diversidade cultural brasileira está representada por iniciativas que favorecem a construção de espaços de diálogo, a produção colaborativa e a ampliação do acesso aos meios de comunicação para produção, registro e divulgação de conteúdos culturais.

Entre as finalistas são 15 iniciativas da Regional Sudeste, 12 da Nordeste, 6 da Sul e 7 da Centro-Oeste/Norte. Selecionadas por um grupo de 23 avaliadores, essas 40 iniciativas participam da “reta final” do Prêmio, representando 28 municípios brasileiros sendo que muitas delas desenvolvem suas atividades em mais de um local.

As 40 finalistas, sendo dez em cada categoria (Gestor Público, Grupo Informal, Organização da Sociedade Civil e Ponto de Cultura), receberão visitas de profissionais que integram a Comissão Técnica de Visitas e depois serão avaliadas pela Comissão de Seleção dos Premiados.

Essa Comissão selecionará as 12 iniciativas premiadas, sendo três em cada categoria, por meio da análise das fichas de inscrição, dos materiais de apoio, da documentação produzida nas etapas anteriores de seleção, além dos relatórios de Visitas Técnicas.

No dia 15 de dezembro de 2010, em evento realizado na sede do Grupo Nós do Morro, localizado no morro do Vidigal, no Rio de Janeiro, serão conhecidas as 12 iniciativas premiadas.

A Casa das Fases está entre as 10 selecionadas na categoria Pontos de Cultura.

Confira a Lista no site:  http://www.premioculturaviva.org.br/3edicao_finalistas.php

 

Casa das Fases é um dos 120 finalistas do Prêmio Cultura Viva

Idealizado pelo Ministério da Cultura, com patrocínio da Petrobras e coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), o Prêmio Cultura Viva tem como objetivo mobilizar, reconhecer e divulgar práticas culturais realizadas em todo o país. Sua 3ª edição, dirigida a iniciativas que realizam atividades no âmbito da articulação entre cultura e comunicação, recebeu 1794 inscrições oriundas de cerca de 750 municípios brasileiros.

Após a etapa de análise preliminar, de verificação da inscrição com os requisitos definidos pelo Regulamento, as iniciativas passaram pela etapa regionalizada de seleção das 120 semifinalistas. As semifinalistas, além de seguirem no processo de seleção,  receberão o Selo Prêmio Cultura Viva, uma chancela de reconhecimento desenvolvida para dar visibilidade às iniciativas que se destacam no processo de seleção.

confira aqui os 120 finalistas.

Casa das Fases no Seminário Internacional do Programa Cultura Viva

O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Cidadania Cultural (SCC/MinC), e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) realizam de 18 a 20 de novembro, em Pirenópolis, Goiás, uma reflexão crítica das diretrizes conceituais do Programa Cultura Viva.

A partir da experiência vivida nos Pontos de Cultura e de outras ações do Programa desenvolvido pela SCC/MinC, o Seminário visa a convergência entre os conhecimentos e conceitos estruturantes e os saberes que emergem da experiência social – em especial aquela desenvolvida nas redes de Pontos de Cultura espalhados pelo Brasil.

Estão sendo esperados 156 representantes de Pontos de Cultura, gestores do Programa Cultura Viva, parceiros institucionais e acadêmicos convidados para compor o grupo que estará reunido para aprofundar a compreensão de como os conceitos estruturantes de Protagonismo,  Autonomia, Empoderamento e Gestão em Rede foram absorvidos e transformados a partir da experiência social.

Dentre os convidados internacionais estarão presentes Maria Benites e Bernd Flichtner (Instituto Vigotsky, Alemanha), Paul Heritage (Universidade de Londres, Inglaterra) e Candece Slater (Universidade de Berkley, Estados Unidos). Do Brasil, pesquisadores como Albino Rubim (UFBA), Cláudia Leitão (UFCE), Cezar Pereira (UEPE), Doriedson Almeida (UFS) e Lia Calabre (Casa de Rui Barbosa) dialogam com experiências de Pontos de Cultura de diferentes matizes oriundos de todas as regiões do país.

(fonte: www.cultura.gov.br)